1. APRESENTAÇÃO

O projeto Sesc Amazônia das Artes consiste em promover a circulação da produção cultural da região Amazônica, formadas pelos Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de incluir o Piauí como convidado em virtude de sua proximidade geográfica e identificação com o cenário sociocultural. Oportunizar o acesso a bens culturais por meio do estímulo, difusão e intercâmbio de produtos artístico-culturais, bem como valorizar a diversidade das linguagens e as propostas que cultivem valores como a liberdade, autonomia, solidariedade, responsabilidade social e o autoconhecimento são alguns dos objetivos. O projeto é regido pelas Políticas Culturais e Diretrizes da área de Cultura e Gerais do Sesc.

O ano de 2007 marca o início efetivo do projeto e a escolha do nome no encontro de diretores regionais e técnicos de cultura, realizado no Tocantins. A partir da preocupação dos diretores da Região Amazônica, que identificaram limitações econômicas, sociais e a escassez de investimentos culturais nos seus estados, o projeto investe no estímulo e difusão artístico-cultural, destacando-se por ser inovador na região e viabilizar a circulação de um recorte da produção artística local, percebendo-o como relevante estratégia política e instrumento de transformação e desenvolvimento.

Desde sua criação, o projeto foi coordenado pelos Departamentos Regionais de Tocantins (2008), Pará (2009), Amapá (2010), Mato Grosso (2011), Acre (2012), Piauí (2013), Maranhão (2014), Roraima (2015), Amazonas (2016), Rondônia (2017) e 2018 a coordenação geral é do Departamento Regional do Tocantins.

O Departamento Regional, na função de coordenador geral, fica responsável pela promoção do encontro anual de planejamento, gestão compartilhada do processo de curadoria, montagem da programação anual, formatação e envio do projeto e relatório geral aos Departamentos Regionais e Departamento Nacional, mediação entre os Regionais para operacionalização do projeto e manutenção da rede de comunicação.

O projeto é executado por cada Departamento Regional envolvendo suas equipes, sendo que em cada um existe o curador, responsável geral pelo projeto.

2. CURADORIA - COMO PARTICIPAR DO PROJETO

• Cada Regional faz o processo de curadoria local com sua equipe técnica de cultura nas linguagens de artes cênicas (teatro, dança e circo), artes visuais, cinema, música e literatura, selecionando até duas (02) propostas artísticas por linguagem. Em seguida, o Departamento Regional envia os trabalhos selecionados para apreciação da curadoria nacional. Esta é formada por um curador, representante de cada Estado, indicado pelas direções regionais a partir do quadro de técnicos e coordenadores de cultura, portanto, capacitado para a função.

• É imprescindível que as propostas artísticas sejam avaliadas inicialmente nos Regionais pelas equipes técnicas de cultura do Sesc para então serem enviadas para análise na curadoria nacional do projeto.

• O curador representante do Departamento Regional deverá participar do encontro anual com a função de apresentar e defender a proposta de seu Estado, analisar todas as propostas dos demais Estados, orientar os artistas, acompanhar toda a execução do projeto e efetuar sua gestão por completo.

3. CRITÉRIOS PARA PARTICIPAÇÃO DA PROPOSTA NA CURADORIA

• Só poderão participar do processo de seleção os trabalhos artístico-culturais advindos dos Estados que participam do projeto.

•  As propostas artísticas devem ser indicadas para curadoria nacional, com temática livre e devem ser representativos e produzidos em seus Estados de origem. Recomenda-se que as mesmas já tenham sido contempladas nas programações dos Regionais;

3.1 Para indicação de propostas na curadoria nacional faz-se necessário:

• Preencher completamente o formulário de inscrição como pessoa jurídica; disponibilizado pelo curador do Regional (online) no endereço eletrônico fornecido pelo curador;

• Cadastrar a propostas de artes cênicas ou música que deverão ser inseridas no link disponibilizado pelo curador na plataforma digital, contendo: release do espetáculo/concerto ou show, histórico do artista ou grupos, fotos, riders, plano de luz, necessidades técnicas, clipagem e demais informações que julgar necessária; Ainda, inserir link eletrônico (canal de internet youtube ou vimeo com ou sem senha) com a gravação na integra, do espetáculo, concerto, show, performance, etc. do que será igualmente apresentado para a circulação no Projeto;

• Cadastrar o filme ou documentário na integra na plataforma digital a ser fornecida pelo curador. E disponibilizar em endereço eletrônico (canal de internet youtube ou vimeo com ou sem senha) um teaser do mesmo produto, no caso das propostas de cinema.

• O artista deverá cadastrar na plataforma digital a ser fornecida pelo curador as propostas de artes visuais com:

A) Proposta da exposição contendo: título, apresentação e concepção (ideia básica ou característica do trabalho), objetivos, justificativa, processo de criação e relação das obras especificando técnicas, dimensões e materiais a utilizados e outros dados que se julgue importante para melhor entendimento do trabalho. As imagens de todas as obras que compõem a proposta no formato JPG, com qualidade mínima de 300dpi e devidamente identificadas com título, técnica/materiais, dimensão e ano. Quando se tratar de trabalhos com montagem específica deve-se incluir o plano de montagem com informações claras para o processo de análise e montagem no espaço da galeria; 

B) Currículo artístico contendo dados de identificação, formação e participação em exposições e outras atividades culturais.

C) Material impresso, a exemplo de folder, catálogo, artigos críticos publicados em jornais e periódicos.

• O material enviado para análise deverá possibilitar plena visualização da proposta, na íntegra e conter a formulário de inscrição totalmente preenchido.

Para as propostas de LITERATURA o artista deverá cadastrar na plataforma digital a ser fornecida pelo curador:

• Preencher completamente o formulário de inscrição...