Galeria Sesc de Artes abre nova exposição em Palmas nesta sexta, 14

12/06/2019 15h51 | Atualizado em: 12/06/2019 15h53

Um tipo de exercício brincante na composição fotográfica com influência do poeta das miudezas, Manoel de Barros (1916-2014). Essa será a pegada da Exposição ‘Existências Mínimas’, da fotógrafa Amanda Leite (TO). Sua abertura será às 19h desta sexta-feira, dia 14 de junho na Galeria Sesc de Artes, que fica no Centro de Atividades da 502 Norte, em Palmas. A visitação gratuita seguirá até o dia 29 de julho deste ano. Informações e visitas mediadas pelo telefone (63) 3212-9922.

Segundo a artista, a Exposição é “uma tentativa de compor pequenos poemas imagéticos onde a menor parte ganha destaque em imagens que mesclam cenas cotidianas e ficção. Ao colocar figuras humanas em diferentes escalas e perspectivas chamo a atenção à própria vida, às existências mínimas que performam nosso cotidiano. Estes pequenos seres habitam mundos imaginários, tencionam diferentes situações e pontos de vista. Ainda que não obedeçam a uma lógica de aparição na cena, estes personagens criam microcosmos, sugerem ‘quase-mundos’. O que cada um nos dá a ver? Ao ‘animar’ objetos, alimentos e personagens busco apreender as coisas do seu interior entendendo que perceber não é observar de fora um mundo estendido diante de si, pelo contrário, é entrar num ponto de vista, assim como simpatizamos”.

E acrescenta: “procuro abrir fissuras, criar perspectivas, deslocar os clichês de signos e símbolos comuns para perceber outros modos de existência ou a existência mínima das coisas, como pontua David Lapoujade. Cada fotografia existe pela potência de vida, pela fragilidade, pelo estímulo imaginário. Portanto, meu convite a você é que possamos então continuar brincando, pensando, criando com as imagens e suas singularidades. Que o nosso modo de ver seja mais intenso, inventivo e experimental”, finaliza.

Sobre a Artista
“Olá! Sou Amanda, uma grande apaixonada por fotografias! Meus trabalhos buscam pensar a produção de visualidades, as práticas estéticas e artísticas que incitem uma educação do olhar. Tenho pesquisado diferentes processos criativos da/na Fotografia. Procuro refletir a relação entre a Fotografia e o sujeito contemporâneo. Sabemos que as fotografias apresentam infinitas possibilidades de ver e pensar fenômenos cotidianos que nos atravessam e nos constituem. Para compor fotografias experimentais uso diferentes técnicas nas etapas de pré a pós-produção de imagens. Gosto de misturar Fotografia e Arte Digital com colagens, desenhos e tantas outras possibilidades. Considero as criações dispositivos abertos à (in)finitas leituras. Assim como as leituras são abertas, o processo de criação também é. As fotografias são feitas de camadas e desejam provocar no espectador múltiplas sensações, significados, narrativas. O que surge no trânsito entre o processo criativo e o pensamento? Além de Fotógrafa, atuo diretamente com a formação de diferentes públicos e faixas etárias. Isso torna meu trabalho híbrido e me permite experimentar aproximar a fotografia de pensamentos filosóficos e de práticas educativas. Também sou Doutora e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisadora e Professora no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade e no curso de Pedagogia da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Coordenadora do Coletivo 50 graus - Grupo de Pesquisa e Prática Fotográfica. Colaboradora da Revista Fhox de fotografia. Editora na Revista Observatório (UFT/Seção Visualidades). Já percorri inúmeras cidades brasileiras com exposições (coletivas e individuais) realizadas no campo das Artes Visuais. Desejo que meu trabalho explore a criação de fotografias que mesclem realidade/ficção e desassosseguem o olhar do espectador. Um tipo de fotografia latente, que faça a vida pulsar”.

Prêmios
Prêmio do Corredor Cultural da Universidade Federal do Tocantins (UFT) (2018). 1º Lugar na categoria artista mais votada (redes sociais). Amanda Leite venceu a votação realizada pela Galeria Eixo Arte Contemporânea (Rio de Janeiro/RJ), por dois anos consecutivos (2016 e 2017), participando de exposição individual e coletiva. Edital de Ocupação da Galeria de Artes Visuais do Sesc Tocantins (2017 - suplente) 1º Lugar (Categoria Geral) - II Prêmio de Fotografia da Biblioteca Central da Universidade Federal de Santa Catarina (2015) (UFSC - Florianópolis/SC). Para saber mais sobre a artista: www.amandaleite.com.br.

A Exposição “Existências Mínimas”, da fotógrafa Amanda Leite (TO), será aberta às 19h do dia 14 de junho na Galeria Sesc de Artes do Centro de Atividades Sesc Palmas (502 Norte). A entrada é gratuita. Informações pelo telefone (63) 3212-9922.

Serviço
Cultura – Artes Plásticas

Ação: Abertura da Exposição “Existências Mínimas”, da fotógrafa Amanda Leite (TO)
Data: 14 de junho
Horário: às 19h
Local: Galeria Sesc de Artes do Centro de Atividades de Palmas (502 Norte)
Entrada: gratuita
Visitação: até 29 de julho de 2019
Informações e visita mediada: (63) 3212-9922

Imagem disponível para download: https://bit.ly/2K11nOj

www.sescto.com.br
Twitter: @sescto
Facebook: www.facebook.com/sescto
Instagram: @sesctocantins
Youtube: SESCTO

(Texto: Ronaldo Coelho – Assessor de Imprensa Sesc - TO)
Serviço: Assessoria de Comunicação do Sesc Tocantins - Fone: (63) 3212-9968.
Coordenador de Comunicação do Sesc - TO: Renato Klein
Licença: Os textos podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte.